Você está em: Nariz

A cirurgia para a modificação dos contornos nasais, denominada rinoplastia, é um dos procedimentos em Cirurgia Plástica que mais exige perícia e técnica do cirurgião e, além disso, devido a sua posição na zona central da face, pequeníssimas diferenças separam o resultado bonito, natural e harmonioso, do aspecto artificial, de nariz operado.

Atualmente, discute-se muito a questão da estética x função. O que queremos dizer com isso é que o nariz é um órgão cuja função primária é a respiração, ser bonito ou não é uma questão secundária e nas novas técnicas de rinoplastia, tudo que puder ser feito para que o nariz tenha um formato belo e agradável será feito, desde que a função respiratória não seja comprometida, afinal, para que um nariz perfeito se você não consegue respirar com ele?

A rinoplastia traz grande satisfação para o paciente, uma vez que se pode fazer grandes modificações através de incisões mínimas, imperceptíveis no pós-operatório tardio, conferindo-lhe um tom de arte.

Que tipo de modificações podem ser feitas?

Quase todo tipo de alterações pode ser feita, desde que se respeite o equilíbrio entre a estética e a função respiratória. algumas delas seriam: correções da giba do norso nasal, levantamento da ponta ou elevação do dorso e abaixamento da ponta (comuns como sequelas de rinoplastias mal sucedidas), afinamento da ponta, diminuição da largura do nariz e das asas nasais, entre outras.

Onde ficam as cicatrizes?

em casos mais simples, onde poucas modificações são necessárias, as cicatrizes se situal dentro das narinas e não são aparentes. Em outros casos, os mais complexos, onde é preciso fazer uma verdadeira reestruturação nasal, são feitas as mesmas incisões por dentro das narinas e uma na columela (a região que divide as narinas). Entretanto, esta última cicatriz costuma ser de excelente qualidade e após 6 meses é difícil até para nós cirurgiões determinamos sua localização exata.

Em quanto tempo poderei ver os resultados da cirurgia?

Isso é bastante relativo. Em 90 dias, o edema já desapareceu significativamente e com 6 meses a região está praticamente normal, no entanto, dependendo do tipo de pele do paciente, o resultado final só é alcançado com 12 a 18 meses. Naqueles com a pele mais fina e pouco oleosa, o aspecto final é visto antes de 1 ano, já em outros com a pele mais grossa e oleosa, pode chegar até 2 anos. Uma comparação que gostamos de fazer é a seguinte: imagine os ossos e cartilagens do nariz como se fossem uma cadeira. Se jogarmos um lençol fino sobre ela, assumirá a forma da cadeira imediatamente, mas se cobrirmos a cadeira com um tapete (pele grossa), não veremos o formato da cadeira de imediato, demorará muitos meses até que o tapete ceda e assuma o formato da cadeira.

Qual anestesia é feita? Quanto tempo ficarei internado?

Em geral, é feita anestesia geral. em alguns casos mais simples, pode ser feita apenas anestesia local e sedação, mas não é a regra. Normalmente, o paciente é internado horas antes da cirurgia e tem alta no dia seguinte pela manhã ou no início da tarde.

Como é a evolução pós-operatória?

No 1o dia de pós-operatório, a região nasal apresenta-se bastante edemaciada e com hematomas e há também dificuldade de respiração através do nariz, devido ao edema. Pode ocorrer um leve sangramento, que é resolvido facilmente com compressão local e compressas frias. No 2° dia, já se inicia a respiração pelo nariz, a qual se normaliza entre 4 a 5 dias. Após 2 semanas, os hematomas já desapareceram, mas ainda há algum edema.

É muito doloroso?

A dor é muito leve e na grande maioria dos pacientes o uso de analgésicos vai até o 3° ou 4° dia no máximo.

Como são os curativos?

O paciente permanece com um curativo de micropore colocado diretamente sobre a pele, que é trocado pelo próprio médico semanalmente. Sobre ele, uma proteção de gesso é fixada, esta é retirada definitivamente após 2 semanas (também é removida para os banhos e troca do micropore). O micropore é retirado após 2 a 3 semanas.

Com quanto tempo posso tomar sol?

Qualquer cicatriz, sendo de Cirurgia Plástica ou não, não deve ser exposta ao sol precocemente, sob o risco de ficar hiperpigmentada, mas escura que a pele normal. A rigor, o período sem Sol é de 90 dias, mas esse prazo é avaliado caso a caso. Quando for sair de casa procure usar sempre protetor solar no local da cirurgia e um chapéu ou boné.

Quais são as principais complicações?

As principais complicações da rinoplastia são as assimetrias e os resultados não desejados. Por isso, antes da cirurgia, um estudo minucioso deve ser feito, visando não somente um nariz belo, mas também que seja harmônico com a face como um todo. Desse modo, deve-se tentar esclarecer tudo o que for possível nas consultas médicas, para que consigamos entrar em sintonia com os desejos do paciente, tentanto entender o que ele espera da cirurgia, sem falsas ilusões e para que se estabeleça uma relação de confiança entre médico e paciente.

Em alguns casos, a cicatrização foge dos padrões esperados e assimetrias podem aparecer por melhor que tenha sido a cirurgia e os cuidados pós-operatórios, principalmente em fumantes. Nessas situações, retoques podem ser necessários em um segundo tempo cirúrgico.


Compartilhe este post: